Higiene ambiental: como ela influencia a sua qualidade de vida

A qualidade de vida de qualquer pessoa está ligada a vários fatores, como o bem-estar físico e emocional, equilíbrio psicológico, a saúde, bons relacionamentos (família, amigos, afetividade, etc.) e outros.
Mas você sabia que a higiene ambiental também influencia, e muito, em como nos sentimos saudáveis?

A higiene ambiental diz respeito às medidas tomadas para a preservação de condições sanitárias de determinado ambiente, de forma a torná-lo seguro e saudável para as pessoas.
O conceito também é usado para definir os efeitos do ambiente em nossa saúde.

Por que você deve cuidar da higiene ambiental?

Ao falarmos sobre higiene ambiental, nos referimos aos procedimentos de limpeza utilizados nos ambientes externos, como varrição de rua, recolhimento de lixo, descarte correto de resíduos tóxicos.

Mas também estamos nos referindo à limpeza interna, com os processos de higienização que aplicamos em nossa casa e no nosso trabalho – e essa é de nossa responsabilidade.

Ambientes malcuidados e com limpeza precária tendem a ser foco de doenças respiratórias e alérgicas, além de serem fator de cansaço e desmotivação.

Os benefícios de um ambiente limpo e organizado

Manter os ambientes limpos e organizados é importante para todos. A limpeza não apenas demostra cuidado – sendo, muitas vezes, um cartão de visitas – como também traz uma série de benefícios para a saúde.

Prevenção de doenças respiratórias

Doenças respiratórias como sinusite, asma e rinite são provocadas ou agravadas em função de ambientes sujos.

O excesso de poeira, com a umidade e falta de iluminação em determinados ambientes, contribui para o surgimento de microrganismos infecciosos, como ácaros, fungos e bactérias – que desencadeiam todas essas doenças que falamos aqui.

Com a higiene ambiental, você elimina esses focos de doença e previne uma série de enfermidades, mantendo a saúde de todos mais protegida.

Ameniza alergias

Os microrganismos também provocam alergias, que podem ser respiratórias ou cutâneas. Por isso, manter o ambiente livre de poeiras e ácaros é tão importante: você acaba com agentes que desencadeiam as alergias e evita problemas de saúde que podem se agravar com o passar do tempo.

Evita o surgimento de pragas domésticas

Ratos. Baratas. Mosquitos. Escorpiões. Ninguém é muito fã desses bichinhos, não é verdade? Quando acumulamos lixo, entulho e resíduos orgânicos em casa, eles tendem a procurar esse ambiente em busca de alimentos.

É claro que o aparecimento dessas pragas também está associado a fatores como a chuva, calor e falta de saneamento básico, mas a limpeza dos ambientes internos também ajuda a afastá-las.

Promove o bem-estar

Ambientes limpos são mais agradáveis, proporcionando bem-estar físico e mental. Isso ajuda a relaxar e também é fator de motivação no trabalho ou mesmo na realização de projetos pessoais.


6 hábitos de higiene ambiental para sua casa

Levar o conceito de higiene ambiental para a sua casa é um processo simples, que só exige adaptação e dedicação.

Algumas práticas devem ser executadas diariamente, enquanto outras devem ser realizadas com menor frequência.

Veja 6 hábitos de higiene ambiente que você pode começar a fazer hoje mesmo!

1.      Estabeleça uma rotina de limpeza diária

Alguns procedimentos de limpeza podem – e devem – ser realizados todos os dias. São hábitos simples, fáceis e que levam apenas alguns minutos para serem realizados. Alguns exemplos são:

  • Arrumar as camas;
  • Limpar a poeira dos móveis;
  • Varrer todos os cômodos;
  • Recolher os lixinhos do banheiro e da cozinha;
  • Lavar a louça;
  • Colocar a roupa suja no cesto.

 

2.      Determine o que deve ser feito uma vez por semana

Outros itens serão realizados uma vez por semana. Claro, é você quem deve estabelecer a necessidade de cada demanda e organizar o cronograma de higienização de acordo com suas possibilidades, mas recomendados que alguns procedimentos sejam feitos semanalmente:

  • Lavar e passar as roupas;
  • Lavar o banheiro;
  • Trocar as roupas de cama;
  • Lavar o piso da cozinha;
  • Separar o lixo para ser recolhido;
  • Lavar o carro.

3.      Faça a separação do lixo

Esse é um hábito que precisa ser implementado na rotina da casa. Separe o lixo orgânico do seco e procure saber como funciona a coleta seletiva na sua cidade.

Fazer a separação do lixo é um hábito de higiene ambiental que ajuda a promover a reciclagem, reduzindo a quantidade de descartes e ajudando a preservar o meio ambiente.

 

4.      Fique atento aos itens que demandam limpeza menos frequente

Além da limpeza semanal e diária, a casa demanda a limpeza periódica de outros itens, podendo ser semestral ou mesmo anual e, em alguns casos, demandar limpeza profissional. Assim, fique atento a:

  • Limpeza dos filtros do ar condicionado;
  • Limpeza da piscina;
  • Higienização de tapetes e cortinas;
  • Limpeza e impermeabilização de estofados, como os colchões e os sofás.

5.      Evitar bagunça é melhor do que arrumar

Um hábito que facilita a arrumação e deixa a casa mais limpa é evitar a bagunça. Por exemplo: ao tirar algo da caixa, guarde novamente assim que acabar de usar.

Evite deixar roupas fora do lugar, bem como brinquedos, louças, talheres e qualquer outro item da casa.

6.      Envolva todo mundo no processo

E para que a higiene ambiental seja realmente eficiente, é preciso que todos os moradores participem do processo.

Divida as tarefas de acordo com a habilidade, tempo e idade de cada um e crie uma cultura de limpeza e organização dentro da sua casa.

Fonte: Dr. LavaTudo
Organização do Texto: Vesti Marketing Digital